2

Dez Programadoras que Revolucionaram os Videogames.

Desde games de dramatização a títulos independentes, estas 10 mulheres escreveram, desenvolveram, prestaram consultoria e projetaram alguns dos maiores games do setor.

A indústria de games tem fama de ser dominada por homens, mas as programadoras vêm fazendo importantes contribuições, muitas vezes sem qualquer reconhecimento. Apresentamos 10 mulheres que todo aficionado por games precisa conhecer.

1. Robin Hunicke.

Robin Hunicke é conhecida por seu trabalho no game MySims, uma versão do The Sims lançada para Wii em 2007. Ela é professora de design de games na UC Santa Cruz e cofundadora do Funomena. Hunicke é respeitada no setor por seu apoio ao desenvolvimento de games independentes, experimentação em design de games, pesquisa em ajuste dinâmico da dificuldade e defesa das mulheres na indústria de games.

2. Carol Shaw.

Em 1978, Carol Shaw criou uma versão em 3D do clássico que todo mundo jogou em papel nos seus tempos de escola: o jogo da velha. Por ser uma das primeiras mulheres designers de games para computador, Shaw é considerada uma visionária e também é conhecida por projetar games como damas para computador e River Raid.

3. Kim Swift.

Kim Swift projetou o game Portal original em 2007, muito antes de a maioria dos jogadores ouvir falar de games que requerem que eles abram portais e se teletransportem de um local para outro. Swift sempre foi programadora — em 2005, projetou um game chamado Narbacular Drop. O game chamou a atenção da Valve, empresa responsável pela criação de Half Life, que então a contratou para trabalhar no primeiro game Portal. Swift foi citada na Fortune como uma das “30 abaixo de 30” figuras influentes no mundo dos games.

4. Jane Jensen.

Gray Matter, um game conhecido por forçar os limites do suspense psicológico, foi projetado pela programadora Jane Jensen.
Mas, antes de trazer mágica ao mundo dos games para computador, Jensen iniciou sua carreira como escritora para a Sierra On-Line e mais tarde se descobriu projetando o King’s Quest VI junto com Roberta Williams.
Em 1993, Jensen projetou Gabriel Knight: Sins of the Fathers.

5. Amy Hennig.

Quando o PS3 foi lançado no mercado, os jogadores ficavam arrepiados ao olhar para os gráficos arrebatadores do Uncharted: Drake’s Fortune. Amy Hennig era uma das principais designers da equipe que desenvolveu o Uncharted. A experiência de Hennig remonta aos tempos do Atari 7800, quando projetou seu primeiro game, Michael Jordan: Chaos in the Windy City. Em seguida, trabalhou na série Legacy of Kain e no Jak 3. Contudo, foi sua participação no Uncharted: Drake’s Fortune e Uncharted 2: Among Thieves que lhe garantiu um lugar no coração de todo gamer — e uma menção nesta lista.

6. Dona Bailey.

Obviamente, as mulheres também participaram da criação dos ancestrais dos games para computador modernos — os games para fliperama Atari, operados por moeda. As antigas gerações de gamers faziam fila para jogar o Centipede, que foi projetado por Dona Bailey em 1980. Bailey deu aulas no Departamento de Retórica e Escrita da Arkansas University e foi fonte de inspiração para muitos games famosos que estão no mercado hoje.

7. Christy Marx.

Christy Marx é uma escritora no sentido mais amplo da palavra: escreveu livros, roteiros para cinema e televisão, romances gráficos e games para computador. Uma mente criativa, conhecida em muitas tribos, Marx começou a trabalhar na Sierra On-Line em 1989 com o Conquests of Camelot: The Search for the Grail e em 1991 escreveu, projetou e dirigiu Conquests of the Longbow: The Legend of Robin Hood.
Recentemente, trabalhou como consultora de criação para games como o URU: Ages Beyond Myst e The Matrix Online.

8. Brenda Romero.

Com um título como Playboy: The Mansion, os gamers poderão pensar que dezenas de homens estejam por trás da criação do game. Errado! Brenda Romero (antes Brathwaite) foi a designer principal. Romero desenvolveu a série de games de RPG de magia na década de 1980 e, em 2005, assumiu a tarefa de criar o citado Playboy: The Mansion, um game de simulação, semelhante ao The Sims. Mais tarde, tornou-se designer-chefe de games.

9. Sheri Graner Ray.

Sheri Graner Ray foi uma das criadoras da série ‘Ultima’, um fenômeno do seu tempo, e teve um papel particularmente importante no desenvolvimento do Ultima VII. Mais tarde, começou a trabalhar na ‘Her Interactive’, desenvolvedora de games que direciona seus produtos especificamente para meninas jovens. Ray trabalhou também com o Star Wars Galaxies e atualmente é Diretora de Design de Estúdio na Schell Games.

10. Roberta Williams.

Roberta Williams é fundadora de uma das empresas mais conhecidas do mundo dos games para computador: Sierra On-Line. Ela e seu marido Ken abriram a empresa em 1979 e, em 1980, lançaram seu primeiro game, Mystery House. Williams é conhecida pela criação da série King’s Quest, um dos primeiros games de aventura, bem como pelo Mixed-Up Mother Goose.

Fonte: IQ Intel.

Fan Sideral

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *